Dr. Guilherme Schmitt

Dr. Guilherme Schmitt

Dr. Guilherme Luis Schmitt é médico formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Cirurgião Geral pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Tornou-se Cirurgião plástico pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Instituição tida como uma das melhores da América Latina e de expressivo renome mundial.

O interesse por casos complexos, bem como a busca pelos detalhes, o levou a dedicar-se tanto pela Cirurgia Plástica Estética quanto Reparadora. Esse aprendizado foi fundamental para a escolha definitiva pela Cirurgia Plástica Estética, área na qual é preciso intenso conhecimento anatômico e cirúrgico, além da preocupação com detalhes e formas.

Cirurgião Plástico formado pela Universidade do Estado de São Paulo (USP) certo de sua vocação e da necessidade de aperfeiçoamento realizou fellow (pós-graduação) nas áreas de microcirurgia e cirurgia da mão, rinoplastia (nariz) e órbito-palpebral (pálpebras).

Buscou também os melhores centros nos Estados Unidos (Miami e Nova York), sempre tentando alcançar o melhor tratamento para os seus pacientes.




Ver Curriculum Lates

Formação

Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Residência Médica em Cirurgia Geral pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Residência Médica em Cirurgia Plástica pela Universidade de São Paulo (USP)

Aperfeiçoamento em Rinologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Aperfeiçoamento em Especialização em cirurgia da Mão e Microcirurgia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Aperfeiçoamento em Reconstrução Órbito-palpebral no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. 

Fellow com Dr James Stuzin. Miami-USA

Fellow com Dr Thomas Baker. Nova York-USA

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica  (SBCP)

Membro da American Society of Plastic Surgeons (ASPS)





Filosofia

A Cirurgia Plástica bem sucedida ocorre quando o médico tem oportunidade de captar do paciente suas idealizações, dúvidas, queixas, insatisfações e propõe um plano de tratamento que alcance ou supere suas expectativas. Para que esse processo ocorra com sucesso, o paciente deve estar confortável e confiante para que se consolide uma relação de cumplicidade e segurança com o médico. Dessa forma, o paciente tem a oportunidade de expressar com clareza os motivos que o levaram a procurar um cirurgião plástico. O médico, por sua vez, precisa ter sensibilidade para avaliar esses motivos e os aspectos psicológicos envolvidos, além de examinar minuciosamente o paciente para decidir a melhor conduta médica.