Será que cirurgia plástica e gestação combinam? Muitas mulheres têm essas dúvidas por causa das alterações que a gestação causa no corpo. Por isso, existe uma série de dúvidas acerca desse assunto. Se é o seu caso, leia até o final!

Vamos responder aos principais questionamentos – mas lembre-se de que a melhor maneira de conhecer os detalhes de uma cirurgia plástica é em uma consulta de avaliação com um médico membro da SBCP.

Se preferir, acompanhe este conteúdo em vídeo:

 

Estou amamentando. Depois de quanto tempo eu posso fazer cirurgia de abdômen e mama?

Aproveite esse período de amamentação para curtir seu bebê. 

Você pode começar a pensar na abdominoplastia cerca de seis meses após o nascimento do bebê.

Já a mamoplastia pode ser feita quatro meses depois que você interrompe a saída do leite.

 

Quanto tempo depois do nascimento do bebê pode ser feita uma lipoaspiração?

Nesse momento você não deve pensar na realização de cirurgias plásticas.

O foco deve ser o desenvolvimento do bebê. Deixa ele nascer, depois disso você deve pensar no assunto de fazer uma lipo.

Lembre-se ainda de que cada corpo é único, por isso é difícil determinar um prazo exato.

 

Já fiz uma abdominoplastia. Posso engravidar de novo?

Sim, não tem problema nenhum. O corpo vai se preparar normalmente para a gravidez. Vai distender, vai abrir musculatura.

Pode vir a aparecer algumas estrias, caso a pele esteja bastante esticada. Porém, não é regra. 

Alguns pacientes conseguem controlar bem o ganho de peso, então não há perda de resultado. Em outros casos, pode haver maior ganho de peso e o paciente pode precisar se submeter a uma nova abdominoplastia. 

Novamente, reforçamos que é impossível prever qual será o seu caso.

 

Quero colocar prótese de mama, mas pretendo engravidar nos próximos cinco anos. Vou perder o resultado?

Isso depende de diversos fatores e varia muito de paciente para paciente. Está principalmente relacionado ao ganho de peso durante a gestação e a hipertrofia da glândula mamária. 

Em pacientes que apresentam pouco ganho de peso, mas a mama aumenta muito de tamanho. Sim, infelizmente existe a tendência a ter a perda de resultado. 

Já em pacientes que apresentam pouco ganho de peso e a mama não hipertrofia tanto, normalmente não há quase nenhuma perda de resultado. 

Então, se você pretende engravidar dentro de um período curto de tempo, o foco não deve ser a cirurgia plástica.

Esse não é o momento de se preocupar com isso. Já repeti algumas vezes neste texto, mas é porque é importante: o foco é a gravidez e a saúde do bebê.

Passado esse período de amamentação, desenvolvimento da criança e tudo o mais, pode-se pensar na cirurgia plástica.

Cirurgia plástica e gestação combinam?

De modo geral sim, mas é válido lembrar que não existem regras definidas ou respostas exatas. Cada paciente é único e responde de um jeito aos procedimentos, então deve ser analisado de forma individual. 

Dito isto, normalmente, a orientação geral dos médicos cirurgiões é esperar o fim da amamentação para que se realizem cirurgias plásticas eletivas. Porém, cada caso deve ser analisado individualmente.

Sendo assim, é de extrema importância que se procure um médico cirurgião plástico capacitado para a realização dos procedimentos cirúrgicos. 

Quer saber mais?