Você sabe o que é gluteoplastia? Essa intervenção cirúrgica é a mais procurada por quem deseja aumentar e definir a região dos glúteos. 

Em especial em nosso país que, por questões culturais, os glúteos são bastante valorizados na hora de compor um look, os procedimentos para delinear as curvas do local são muito visados.

Engana-se quem pensa que apenas mulheres recorrem às técnicas da gluteoplastia. Elas com certeza são a maioria, mas não é exclusividade. Os homens têm procurado cada vez mais o procedimento para ficar de bem com sua aparência.

Se você está pensando em moldar o seu corpo logo, vale a pena conhecer quais tipos de cirurgia são os mais comuns e recomendados. Continue até o final do artigo para aprofundar seu entendimento no assunto.

Em que consiste a gluteoplastia?

Por definição de conceito, temos as palavras “gluteo” que refere-se aos glúteos e “plastia” referente à plástica. Por isso, uma simples lipoaspiração na região também pode ser uma gluteoplastia.

Assim, podemos elencar alguns tipos diferentes de gluteoplastia:

  • Lipoaspiração;
  • Lipoenxertia;
  • Implantes de próteses

Essas técnicas podem vir isoladas ou combinadas. Vou falar a seguir sobre os tipos de gluteoplastia.

Leia também: Qual a prótese de silicone certa para você?

Lipoenxertia

Esse procedimento é muito comum após a lipoaspiração. Quando a gordura é retirada de algum local do corpo, é separada para ser injetada nos glúteos. Durante a separação, ocorre a limpeza dessa gordura para que apenas as células boas sejam colocadas.

Entre as vantagens da lipoenxertia, podemos considerar a aparência mais natural, a remodelagem das áreas do corpo de onde a gordura é retirada e também a recuperação mais rápida.

No entanto, pacientes mais magros podem não conter gordura suficiente para o procedimento. A principal desvantagem está no processo natural do corpo de reabsorver essa gordura. Uma média de 30% a 50% da gordura é perdida logo nos primeiros 6 meses.

A recuperação pede que o paciente use malha elástica durante 30 dias e faça drenagem linfática nos locais lipoaspirados. Durante duas semanas, é recomendado que evite sentar-se e utilize almofadas para apoiar os pesos das coxas.

Gluteoplastia com próteses de silicone

As próteses de silicone também conferem um visual bastante natural a quem deseja melhorar os contornos. Existe um mito sobre a aparência ficar artificial. Isso ocorre porque, no passado, as próteses eram colocadas acima do músculo. Atualmente, as próteses são inseridas dentro do próprio glúteo e totalmente cobertas por ele.

Um corte no sulco entre os dois glúteos é feito para colocar as próteses. O procedimento dura entre uma ou duas horas, com anestesia geral ou raquidiana.

A recuperação é de pelo menos quatro semanas, período que o paciente não pode sentar diretamente sobre a prótese de jeito nenhum para não deslocá-las. O salto alto também está proibido durante esse tempo.

Qual o melhor procedimento?

Quem deve orientar sobre o melhor procedimento é o cirurgião plástico. Este é o profissional responsável por avaliar seus objetivos, seu tipo físico e a sua saúde antes de definir o procedimento ideal para a sua gluteoplastia.

Saber os tipos de cirurgia é interessante para o paciente entender que cada particularidade pode interferir na decisão por um ou outro procedimento. No entanto, a decisão fica por conta do cirurgião. Daí, a importância de escolher um médico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Agora que você sabe o que é gluteoplastia e os diferentes tipos, já pode agendar a sua consulta e descobrir qual o mais indicado para você. Agende agora uma consulta com o Dr. Guilherme Schmitt.