A otoplastia, também chamada de cirurgia da orelha, é um procedimento para corrigir a estética e o funcionamento da orelha. Assim, a otoplastia é popularmente conhecida como a cirurgia que corrige as orelhas proeminentes (de abano). 

A otoplastia corrige deformidades, assimetrias, e questões relacionadas à forma e tamanho. Por isso, pode ser considerada uma cirurgia reparadora, ao contribuir para melhor funcionamento do órgão, e também estética, por contribuir com a harmonização do rosto.

Muitas pessoas não usam cabelo preso, ou preferem utilizar bonés por vergonha das próprias orelhas – inclusive as crianças. Mas, com a otoplastia, isto não é necessário! Conheça o procedimento, como ele é realizado, e quais as indicações.

O que é a “orelha de abano”?

Primeiramente, vamos entender o que são as “orelhas de abano”. Em síntese, são as orelhas que são muito afastadas do crânio, o que causa a impressão de serem maiores. A saber, a condição tem origem genética e geralmente atinge as duas orelhas, mas nem sempre de forma simétrica. 

Esta condição é causada por por um apagamento de uma dobra da cartilagem, chamada antélice, e do aumento da concha, outra parte da orelha. Do mesmo modo, a otoplastia busca corrigir estes dois problemas para dar um novo formato à orelha, a aproximando do crânio.

Embora não cause problemas de saúde, as orelhas proeminentes podem causar desconfortos de ordem estética e afetar a autoestima, assim como o bullying, no caso das crianças.

Mulher cobrindo as orelhas

Quando é indicado fazer a otoplastia?

É possível corrigir a formação das orelhas logo após o nascimento, sem prejuízos para a criança. No entanto, este não é o cenário mais comum. 

Assim, indica-se o procedimento para crianças a partir de 6 a 7 anos, caso elas estejam descontentes. Isso porque é interessante esperar que a orelha cresça até o seu tamanho máximo, o que ocorre por volta desta idade. Do mesmo modo, pode ser realizada em adultos em qualquer idade.

 

Mulher sorrindo, com a mão na orelha

Como é feita a otoplastia?

Uma das diferenças entre realizar o procedimento em adultos e crianças é a anestesia. Afinal, são pacientes bastante diferentes! Normalmente as crianças são submetidas à anestesia geral e local. Já os adultos realizam a otoplastia apenas com anestesia local.

A otoplastia é feita com uma incisão atrás da orelha. Em seguida, é feita uma ressecção da concha, levando a orelha para trás. E por fim, é recriada a antélice. 

A cirurgia da orelha busca sempre a simetria entre as orelhas, com efeito de maior naturalidade ao procedimento. Além disso, é também uma cirurgia bastante discreta, praticamente invisível, já que fica na parte de trás da orelha. 

O procedimento e o pós-operatório da cirurgia plástica para “orelha de abano” são bem simples, por isso, sem motivo para ter medo! É necessário usar um curativo em forma de faixa por 1 a 2 dias, evitar esportes de contato por dois meses, não tomar sol na área operada, entre outros cuidados que serão indicados por seu cirurgião plástico.

Ainda tem alguma dúvida? Acompanhe meu canal do YouTube e minha página no Instagram. Terei prazer em responder! 

Quer saber mais?