A cirurgia plástica, seja ela qual for, tem como objetivo principal, modificar, transformar ou reparar o corpo, ou por princípios estéticos, ou de saúde. No entanto, o resultado esperado sempre é o mesmo: o melhor! Consequetentemente, é indiscutível: só um bom profissional garante o melhor resultado. Mas, quando o assunto é cirurgia nas mamas, como escolher? Qual o melhor profissional, e qual é a melhor prótese?

Primeiramente, o mais importante é você se certificar sobre o seu cirurgião plástico. Por exemplo, se ele tem experiência, se já realizou muitas cirurgias e qual o feedback de seus pacientes. Além disso, tirar todas as suas dúvidas antes de realizar qualquer procedimento cirúrgico.

A mamoplastia de aumento, cirurgia de implante de silicone nas mamas, é muito popular no Brasil. Em busca de mais harmonia com o corpo e com a mente, mulheres buscam aumentar o tamanho das mamas para sentirem-se mais confiantes e contentes consigo mesmas. A grande maioria da busca pela mamoplastia é por questão estética. Porém, há também mulheres que procuram para reparar os seios perdidos por conta de um câncer de mama, por exemplo.

Quer saber mais?

O implante mamário é inserido por uma incisão, e pode ser feito pelo sulco mamário, aréola ou axila. Para uma cicatriz menos perceptível, as pacientes tendem à ficar ansiosas com as opções que existem, mas fica a critério do cirurgião plástico e em um acordo com a paciente qual a melhor forma de inserir o implante, e qual é adequado para cada pessoa.

Além da incisão, outra dúvida que surge ao pesquisar sobre a mamoplastia é: qual prótese de silicone colocar? Os tipos de próteses são classificadas de acordo com o perfil de cada paciente, e a escolha também pode mudar de acordo com a altura que o seio terá em relação ao tórax.

Existem três formatos diferentes de próteses. Veja as características de cada uma:

Prótese Cônica

Para mulheres e pacientes que têm os ombros e tórax mais finos. Este é um implante que dá bastante projeção aos seios, por isso, não é preciso muito volume para atingir o resultado desejado. Além disso, por possuir uma base menor que a prótese de formato arredondado, ele não expande os seios para as laterais. prótese cônica dá um efeito mais “pontudo” aos seios. 

Prótese anatômica (natural ou em gota)

Essa prótese “imita” o formato natural dos seios. Tem o formato semelhante de uma gota, que proporciona um preenchimento maior na parte inferior dos seios. Ele é aconselhado principalmente para mulheres magras que buscam um resultado mais natural, não muito arredondado. Assim como é aconselhado em pacientes que têm pouca flacidez nas mamas. A prótese anatômica é principalmente utilizada em cirurgias de reconstrução mamária, em mulheres que venceram o câncer.

Prótese Redonda

A prótese redonda, diferente dos outros formatos, preenche igualmente todo o espaço das mamas. Por isso, é o formato de prótese mais procurado pelas pacientes que buscam um colo bem marcado e redondo. É recomendado para mulheres com o tórax proporcionais e que já possuem volume nos seios.

 

Escolha certa

 

Em conclusão, agora que você já conhece os formatos de próteses disponíveis no mercado, converse com um cirurgião para saber qual é a melhor para seu corpo! Agende agora uma consulta com o Dr. Guilherme Schmitt.

 

Saiba qual a melhor opção para você