Um procedimento muito procurado nas clínicas de cirurgia plástica e dermatologia e também muito conhecido popularmente é a aplicação de toxina botulínica, também conhecida como botox.

Por ser um procedimento muito conhecido e muito requisitado, é natural que existam muitas dúvidas a respeito do que ele é e como funciona. Essa difusão de informação fez com que tenham surgido até alguns mitos sobre o processo.

Vamos então às principais informações que você precisa saber sobre a toxina botulínica.

O que é toxina botulínica?

A substância em si, é uma proteína produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Essa proteína possui a capacidade de bloquear sinais nervosos entre o cérebro e músculos, causando paralisia. Dessa forma, quando aplicada minuciosamente, em pequenas quantidades, a regiões específicas, a toxina pode ser utilizada para paralisar seletivamente determinada musculatura. 

A aplicação de toxina botulínica é realizada na face, com o intuito de melhorar as expressões do paciente, o que atenua as linhas de expressão e consequentemente retarda o envelhecimento.

Onde é feita a aplicação da toxina?

Como dito, o objetivo do procedimento é atenuar as linhas de expressão, por isso a toxina é aplicada no rosto, normalmente na região da testa e ao redor dos olhos – em alguns casos até abaixo dos olhos, sob a pálpebra inferior. A aplicação é feita também em alguns pontos no nariz e do queixo e em determinados casos, até na região da asa nasal para tratar o sorriso gengival, quando há uma exposição excessiva da gengiva no ato de sorrir.

Eu vou ficar com a cara esticada?

Um dos receios mais comuns em pacientes que pensam em fazer a aplicação de toxina botulínica é de que o procedimento possa deixar seu rosto com um aspecto não natural e “esticado”. 

Na verdade, isso é um dos mitos que se difundiram a respeito do procedimento. Quando realizada corretamente, por um profissional competente, a aplicação da toxina oferece resultados muito naturais e suaves.

Uma coisa que de fato pode acontecer, é a cauda da sobrancelha ter uma elevação. Isso acontece quando é feita a aplicação na área central da testa, fazendo com que as regiões laterais dela fiquem livres e comecem a se fortalecer, causando o efeito de subida nos cantos das sobrancelhas. Entretanto esse acontecimento natural e pode ser corrigido com retoques que farão as laterais da sobrancelha descer para a posição desejada.

Quer saber mais?

Por quanto tempo dura uma aplicação?

O tempo de duração dos efeitos da aplicação variam de paciente para paciente, mas em uma média geral, a paralisia seletiva dura entre 4 a 6 meses. O que se observa é que nos primeiros quatro meses há uma paralisia total das regiões onde é injetada a toxina. No quinto e sexto mês, já começa a haver retorno gradativo dos movimentos musculares e após isso, a movimentação retorna completamente.

Se as aplicações forem suspensas “cai tudo”?

Esse é outro mito sobre a toxina botulínica. Se as aplicações pararem de ser feita, não haverá nenhuma piora em relação as suas linhas de expressão, o que pode causar essa impressão é simplesmente o fato de que a movimentação muscular volta a agir normalmente, tornando as linhas mais evidentes.

E aí? Ficou alguma dúvida sobre a toxina botulínica? Entre em contato pelo Facebook, Instagram ou pelo site.